Jepchirchir varre recorde mundial na meia




Foi na madrugada, na Meia Maratona de Ras Al-Khaimah, nos Emiratos Árabes Unidos (UAE), que decorreu a meia maratona feminina mais rápida do mundo, e uma das suas protagonistas estará em Lisboa na Meia Maratona!
A queniana de 23 anos, Peres Jepchirchir bateu o recorde mundial de meia maratona ao vencer a prova no médio oriente em 1:05.06 horas, três segundos mais rápida que o anterior recorde que fora estabelecido dois anos antes em Barcelona, pela sua compatriota Florence Kiplagat.
A queniana andou sempre na frente da corrida, com a companhia da sua compatriota Mary Keitany, três vezes vencedora nesta prova. Mais para trás seguiam a campeã olímpica de maratona, Jemima Sumgong, que será cabeça de cartaz em Lisboa, a multi medalhada mundial e olímpica Tirunesh Dibaba e a medalha de prata nos mundiais Helah Kiprop. Mais para trás Joyciline Jepkosgei vinha a fazer também uma corrida fantástica.
E, no final da corrida, estas posições poucas alterações tiveram com resultados verdadeiramente fabulosos e arrabatadores! As seis primeiras entram directamente na lista das melhores do ano e apenas a sexta não melhora o seu recorde pessoal.
Assim Jepchirchir, que esteve parada dois meses no final do 2016 por pneumonia – e tem também a passagem aos 20 k (1.01.40) como recorde mundial -, é a melhor de sempre (1.05.06) com melhorias de um minuto e 39 segundos em relação ao seu anterior melhor registo; Keitany “desce” de 2ª de sempre para 3ª, mas melhora o seu recorde pessoal em 37 segundos; a terceira, Joyciline, “explode” com um recorde pessoal melhorado em 2.59 minutos (1.09.07 – 1.06.08); a campeã olímpica Sumgong, melhora em 15 segundos o seu recorde; a quinta (!), Dibaba, melhora seis segundos. A sexta, Kiprop, foi a única que não melhorou (o seu recorde pessoal é apenas 9 segundos mais rápido!).


Quatro abaixo da hora


Com  estes resultados fantásticos no sector feminino, a prova masculina “cai” para o plano secundário, apesar de também ter conhecido resultados excelentes, com quatro atletas a baixar da uma hora sendo que sete chegaram até uma hora e um minuto, sendo um deles o eritreu Nguse Amlosom, que também correrá a meia de Lisboa em Março.

Principais resultados:
Homens
1 Bedan Karoki (KEN) 59:10
2 Yigrem Demelash (ETH) 59:19
3 Augustine Choge (KEN) 59:26
4 Solomon Yego (KEN) 59:50
5 Nguse Amlosom (ERI) 1:00:04
6 Edwin Kipyego (KEN) 1:00:05
7 Shadrack Kimining (KEN) 1:00:07
8 Kenneth Keter (KEN) 1:01:05
9 Gabriel Geay (TAN) 1:01:13
10 Adugna Takele (ETH) 1:01:14

Mulheres
1 Peres Jepchirchir (KEN) 1:05:06
2 Mary Keitany (KEN) 1:05:13
3 Joyciline Jepkosgei (KEN) 1:06:08
4 Jemina Sumgong (KEN) 1:06:43
5 Tirunesh Dibaba (ETH) 1:06:50
6 Helah Kiprop (KEN) 1:07:48
7 Rose Chelimo (KEN) 1:08:37
8 Veronicah Nyaruai (KEN) 1:09:33
9 Anne-Mari Hyrylainen (FIN) 1:12:39
10 Etagegn Woldu (ETH) 1:14:46

(Fonte: IAAF, Tim Hutchings e Jon Mulkeen. Foto: organizadores – Victah Sayler)

Comentários

  1. E o record feminino está perto de se situar abaixo dos 65 minutos!

    Quem sabe se não será na nossa Meia da Ponte que acontecerá? (ficariam assim os dois records cá)

    Um abraço

    ResponderEliminar

Publicar um comentário